segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

É isso ai... Isto também é... Turismo!

Participei nesta semana do Fórum Municipal de Cultura, onde tive o prazer de ouvir a história de Mogi das Cruzes, proferida pelo doutor em História Social pela USP, Professor Mário Sérgio de Moraes. O Fórum teve ainda a participação do jornalista, crítico e pesquisador teatral Valmir Santos. Na fala do Professor Mário Sérgio, parecia que “viajávamos no tempo”, imaginando nossa cidade à séculos até os dias atuais. Uma noite muito proveitosa e valiosa. O doutor Mario Sérgio é autor do livro Nova História de Mogi das Cruzes, publicado pelo Grupo Mogi News. É isso ai... Que os artistas de nossa cidade conquistem seus objetivos. Parabéns pela iniciativa.

E, em se falar de cultura, a tristeza me fez companhia neste momento ao recordar que neste ano, devido ao péssimo estado de conservação, o Museu do Ipiranga, que guarda um acervo inestimável da história do país, fechou às pressas para reformas que podem durar quase uma década, sabiam disso? É isso mesmo: no dia 04 de agosto deste ano, o mais antigo e querido museu de São Paulo, o do Ipiranga foi fechado ao público sem previsão de reabertura, o que acabou pegando de surpresa a todos nós, pois, pela primeira vez em um século que o prédio não ficou aberto durante a Semana da Pátria, marco da Independência do Brasil. Comemorando 120 anos de inauguração, o edifício está “caindo aos pedaços” – parede do salão nobre com o teto deslocando e com ameaça de queda, forro de salas vizinhas com infiltrações, pinturas rachadas, enfim, uma série de reformas devem ser realizadas para melhor segurança e visitação pública, porém, só daqui a uma década, pois como citado na revista veja são paulo nº 33: Zelar pela conservação do Ipiranga é como cuidar de um espelho no qual, de tempos em tempos, os brasileiros se miram em busca de suas origens e de sua identidade. E a imagem que aparece hoje não é nada boa. Que valha a pena a reforma.

MUSEU HISTÓRICO E PEDAGÓGICO "VISCONDE MAUÁ"
Em Mogi das Cruzes, o nosso museu já teve épocas de abandono, descasos, mas em visita recente ao Museu, pude constatar o cuidado que ele esta recebendo, estando o mesmo organizado com acesso facilitado às várias peças que nos remetem à história da população de Mogi das Cruzes e região. Criado junto com a Biblioteca em 1.948, através da Lei Municipal nº 30 quando na gestão do Prefeito Ephaminondas Freire, o museu era denominado apenas de “Museu Histórico Municipal”, e na celebração do convênio com a Secretaria de Estado dos Negócios da Educação em 1.959 passou a ser denominado “Museu Histórico e Pedagógico Visconde de Mauá.” O Museu está localizado dentro do Centro Histórico Tradicional da cidade, junto ao Largo do Carmo, próximo ao Theatro Vasques, conjunto das Igrejas da Ordem 1ª e 3ª do Carmo e Rua Dr. Correa. 

MUSEU HISTÓRICO "PROFA. GUIOMAR PINHEIRO FRANCO"
E se você gosta de história ou quer saber algo da nossa história, não deve deixar de visitar o Museu Histórico “Profa. Guiomar Pinheiro Franco, um museu ligado à História de Mogi das Cruzes a partir da saga da família Pinheiro Franco. Foi criado para abrigar objetos da tradicional família mogiana, dentro do solar remanescente do final do século XVIII. O conjunto de objetos e todo o mobiliário sempre estiveram de posse da família Pinheiro Franco e ilustram ao longo dos anos até os dias atuais a ocupação do casarão. O museu está localizado dentro do Centro Histórico Tradicional da cidade, próximo a Igreja Matriz de Sant´Anna, Escola Estadual Cel. Almeida, Colégio D. Placidina e Mercado Municipal. Imperdível.

CENTRO DE CULTURA E MEMÓRIA "EXPEDICIONÁRIOS MOGIANOS"
Uma outra visita sugerida, é o Centro de Cultura e Memória que reverencia a memória dos expedicionários mogianos e sua participação na 2ª Grande Guerra Mundial. O Centro foi criado para receber a estrutura já existente da Associação dos Expedicionários Mogianos, e dar a ela um caráter didático e de abertura a todo o público. Os objetos, livros e pertences dos participantes da 2ª Grande Guerra estão em exposição permanente, assim como a história da participação do Brasil na luta pelos ideais de liberdade e democracia. O Centro de Cultura e Memória está localizado dentro do Centro Histórico Tradicional da cidade, próximo ao Teatro Vasques, Largo do Carmo e Mercado Municipal.

MUSEUS NO PARQUE CENTENÁRIO
No posso deixar de citar os Museus do Parque Centenário, ou seja: O "Memorial Taro Konno" – Um espaço que expõem acervo de objetos, utensílios, documentos e fotografias que representam a importante cultura e a presença dos imigrantes japoneses na cidade de Mogi das Cruzes e o "Centro de Exposições Cidades Irmãs" - um acervo que mostra suas produções artísticas, industriais e culturais, representam as cidades do Japão que assinaram termo de cooperação com Mogi das Cruzes - Seki e Toyama. Todas as visitações são gratuitas e para as escolas e grupos de visitantes é conveniente fazer agendamento. Informações: (11) 4798-6904 ou E-mail: museus.cultura@pmmc.com.br

Até a próxima!