terça-feira, 11 de setembro de 2012

Saiba o que vestir na hora de praticar esportes de aventura

Com que roupa eu vou? Essa frase tão famosa é essencial quando se trata de praticar algum esporte de aventura. A roupa pode fazer diferença fundamental na hora de caminhar, escalar, remar ou praticar qualquer atividade ao ar livre. O que vestir vai depender muito de fatores como a atividade praticada, o local escolhido e a época do ano – além, é claro, da escolha pessoal do praticante.

As roupas podem se tornar uma verdadeira armadilha na hora de praticar uma atividade ao ar livre. Fazer rafting vestindo uma grossa blusa de lã por cima de uma camiseta de algodão é furada: a camiseta vai ficar ensopada de suor e água do rio, enquanto a blusa de lã não protegerá do vento.

O resultado é que a roupa vai ficar pesada e desconfortável, comprometendo o movimento do praticante e tornando a atividade muito mais penosa do que deveria ser. Do mesmo modo, realizar longas caminhadas vestindo uma calça jeans, velejar em baixas temperaturas sem uma capa impermeável ou fazer uma corrida de aventura com uma blusa que não permite a passagem da transpiração do corpo podem complicar – e muito – a vida de quem está praticando essas atividades.


Hoje em dia a tecnologia de vestimenta é altamente avançada, e existe toda uma linha de roupas desenvolvidas especialmente para a prática de esportes de aventura. Essas roupas são feitas de fibras sintéticas, chamadas também de tecidos inteligentes, porque evitam a passagem da água mas não da transpiração.

Dentro dessa linha existem roupas completamente impermeáveis, que permitem que o corpo respire através delas; práticos casacos corta-vento, que protegem do frio e são fáceis de guardar na mochila sem ocupar muito espaço; tecidos que mantém o suor afastado da pele e são de secagem rápida; tecidos leves que protegem do frio; calças de pernas removíveis; e muitos outros.

É claro que você não precisa se desesperar e sair gastando um monte em roupas especiais (que têm alto custo devido à tecnologia empregada em sua confecção), nem desistir de uma caminhada ou um programa por que não tem a roupa adequada.

Se você for mergulhar ou velejar em águas frias, ou escalar alta montanha – enfim, enfrentar situações mais extremas – o quadro é diferente, e realmente é importante investir em roupas especiais para tanto. Mas se a atividade (ou o local em que irá praticá-la) não exigir tanto, você pode usar as roupas que tem em casa atentando para algumas dicas importantes e seguindo uma regra básica: a regra das camadas.

Essa regra simples e eficiente é seguida por vários fabricantes de roupas especiais para esportes de aventura, e pode ajudar muito na hora de decidir que roupa usar na hora de praticar uma atividade.


Autor: Chris Bueno