quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Passaporte Verde





O Brasil é uma das 20 nações que integram a Força Tarefa Internacional para o desenvolvimento do turismo sustentável, uma iniciativa voluntária, que é liderada pelo governo da França, voltada para estimular o desenvolvimento sustentável do turismo em todo o planeta. Idealizada como uma das iniciativas dessa Força Tarefa, a campanha visa estimular o turista a adotar uma atitude de consumo responsável, mostrando de que forma suas escolhas podem contribuir para a conservação do meio ambiente e para melhoria da qualidade de vida das pessoas nos destinos que visita.

Historia do Turismo




Antes de falarmos sobre a história do turismo precisamos entender as definições associadas a essa palavra.
Segundo o dicionário Online UOL Michaelis[http://michaelis.uol.com.br] Turismo significa: “1 Gosto das viagens. 2 Realizações das viagens de prazer ou recreio e esporte. 3 Prática esportiva de locomoção, por mero recreio ou prazer de viajar.[...]”. Já as Recomendações da Organização Mundial de Turismo/Nações Unidas sobre Estatísticas de Turismo o definem como "as atividades que as pessoas realizam durante suas viagens e permanência em lugares distintos dos que vivem, por um período de tempo inferior a um ano consecutivo, com fins de lazer, negócios e outros.".
A principal diferença entre essas duas definições é o fato de que na segunda se incluem as viagens a negócios e não só as de lazeres/prazeres, e é esta diferença um dos motivos de haver várias linhas de pensamentos sobre a história do turismo. Registros em cavernas que demonstram que os povos primitivos que viviam naquela região viajavam até o mar e voltavam, faz com que alguns autores defendam a ideia de que já havia indícios de turismo há mais de 10.000 anos.
Outros estudiosos acreditam que a viagem da rainha de Sabá, que saiu da Arábia para visitar o rei Salomão em Jerusalém no século X A.C, seja um dos marcos iniciais do turismo.


1° Festival de Escalada de Primavera


sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Fruticultura Hoçoya



A FRUTICULTURA HOÇOYA teve início em meados da década 60, esta prestes a completar 50 anos de tradição na produção de frutas com qualidade. Atualmente possui uma área de 12 hectares produzindo uma variedade de frutíferas como: Caqui, Nêspera, Atemóia, Pêra, Lichia e Pitaya.

Ao longo dos anos, a família Hoçoya tem se dedicado a fruticultura, hoje se encontra em processo de transição da segunda para a terceira geração. Sempre em busca de inovação tecnológica, sem esquecer da tradição na produção de frutas de mesa com muito mais sabor. A empresa ganhou diversos prêmios: pela findada cooperativa Sul Brasil chegou a receber o prêmio de melhor caqui Fuyu por mais de 30 anos consecutivos. Além de outras premiações nas festas regionais.


A empresa conta com fácil acesso, cerca de 700 metros da rodovia Professor Alfredo Rolim de Moura no km 67.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Museu Histórico Prof. Guiomar Pinheiro Franco


O Museu Prof. Guiomar está instalado na Rua José Bonifacio, 202, no centro de Mogi das Cruzes. Centro, aliás, que é o ponto inicial do povoamento da cidade, no século XVI. Ali está o marco zero, a Catedral de Sant’Ana, até hoje ainda chamada por muito “Igreja Matriz”, Matriz de Sant’Ana, ou simplesmente “Matriz”.
            O Museu Guiomar, como é conhecido, tem por objetivo mostrar o modo de vida de uma família nos séculos XIX e XX.
            Algumas características da casa a  tornam importante para a história de Mogi das Cruzes:
            A primeira delas é a arquitetura. O prédio, construído em taipa de pilão, na segunda metade do século XVIII, é o único do gênero que restou em pé. Não há registros da familia que o  construiu, mas sabe-se que a Familia Pinheiro Franco é sua segunda proprietária, isso até os dias de hoje.
            Inicialmente, o edifício abrigava, no pavimento inferior um armazém, o que explica o fato de conter tantas portas. (Por volta de 1970, o prédio passou por reformas e, por questão de segurança, foram instaladas janelas no andar térreo, sem porém serem retiradas as portas originais.)
            Nesse andar, ficavam os estoques, bem como os escravos ali também se abrigavam. Uma característica da construção, é a alcova, pequeno cômodo sem iluminação e sem ventilação, que servia como quarto de hóspedes, para viajantes que precisavam passar uma ou duas noites na cidade. Atualmente, a alcova é apenas mais um cômodo da casa.
            O pavimento superior servia à convivência familiar. Visitando esse pavimento, podemos depreender como eram os costumes da época: os cômodos da área social são grandes, ao contrário dos cômodos da área íntima (quartos). A família de D. Guiomar era bastante grande: além dela, 14 irmãos conviviam nessa casa agradável.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Vila de Taquarussu


Taquarussu é uma vila do distrito de Quatinga, município de Mogi das Cruzes (São Paulo), próximo à divisa com Santo André (distrito de Paranapiacaba).

A vila de Taquarussu foi formada por imigrantes italianos no início dos anos 1910, junto à estrada aberta por Bento Ponteiro, em 1862. Chegou a ter 30 a 40 casas, além de um pequeno empório e uma bomba de gasolina.

Em 1912, Nazareno Pisaneschi chegou à região, trazendo os Begliomini: os irmãos Egisto, Gino, Giusepe, Guido e Quintilio, a irmã Verônica e o marido, Pedro Fanti, além Otaviano, primo dos Begliomini. Essas duas famílias foram as pioneiras da região.
A vila fornecia lenha e carvão para as máquinas da São Paulo Railway, em Paranapiacaba. Inicialmente, o transporte desse material era feito no lombo de burros, mas foram substituidos gradualmente por caminhões. A vila prosperou, principalmente, durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 13 de dezembro de 1945, foi inagurada uma capela em homenagem a Santa Luzia.
Com a substituição das máquinas da estrada de ferro, a vila foi decaindo. Atualmente, há poucos imóveis, mas em excelente estado de conservação.




Em frente à capela de Santa Luzia, há uma placa datada de 13 de dezembro de 1970, homenageando os colonizadores Begliomini e Fanti.

domingo, 16 de setembro de 2012

E. M. Professora Ana Lucia Ferreira de Souza

No sábado ocorreu uma saída especial do Mogi para Mogianos  para os alunos do EJA da  E. M. Professora Ana Lucia Ferreira de Souza. Fomos ao orquidário e para o mosteiro e foi maravilhoso, o clima estava perfeito e todos os alunos estavam bastante entusiasmados com o passeio....pena que o tempo era curto e não deu para aproveitar mais.
Segue abaixo algumas fotos do passeio:



































Vista da sacada da hospedaria do Mosteiro





Espero que todos os alunos tenham gostado tanto qnto eu desse passeio.....foi delicioso

bjooo

sábado, 15 de setembro de 2012

Conjunto das Igrejas do Carmo


O conjunto das Igrejas do Carmo é composto de dois edifícios, ligados internamente por um páteo, que fica atrás da torre sineira. É um dos dois patrimônios de Mogi tombados pelo IPHAN.
            A Igreja da Ordem Primeira é a mais antiga, datando sua construção de 1633. Com nave única, o templo possui, antes da capela-mor, dois alteres mais profundos, que proporcionam o acesso aos corredores internos e aos púlpitos, muito utilizados antigamente para os sermões, em missas e outras celebrações religiosas. Na abóboda do altar mor há uma pintura no forro, representando a Virgem do Carmo entregando a escapulário a S,. Simão Stock. As imagens do altar-mor, em  madeira, representam a Virgem Maria, Santo Elias e Santo Eliseu e, provavelmente, vieram de Portugal.
            A Igreja da Ordem Terceira (a da esquina) tem sua construção datada de 1780 e, como as igrejas de terceiros, visa atender aos leigos consagrados à devoção carmelita. O teto apresenta riquíssimas pinturas, de grande importância na arquitetura paulista, pela sua raridade, se comparadas às existentes em Minas, Bahia e Pernambuco. Os altares apresentam significativas talhas, do período colonial brasileiro, e contêm conjunto de imagens representando os “Passos da Paixão”. São imagens de roca, com cabelos naturais e vieram de Portugal. Até os anos 1970, essas imagens saíam em procissão pelas ruas da cidade, no Domingo de Ramos. A pintura existente no forro da sacristia é também extremamente valiosa, pela inclusão de elementos tropicais (frutos e pássaros) na representação religiosa. O altar-mor desse templo passou por restauração em 2004.
            Desde 2004, os cômodos que ficam nos fundos da Igreja da Ordem Primeira abrigam o Museu de Arte Sacra (Museu das Igrejas do Carmo - MIC), que apresenta um acervo pequeno, porém de grande valor artístico e histórico, com imagens, altares, alfaias e outros objetos representativos da arte colonial e barroca da região.
O conjunto carmelita, com características barrocas, é o mais representativo da cidade de Mogi das Cruzes. As linhas e silhuetas dos telhados das duas igrejas proporcionam um diálogo harmonioso entre os dois volumes. Este diálogo formal tem como eixo vertical a torre sineira, arrematada em telhado de quatro águas.
O conjunto, que dá nome ao Largo em frente, é elemento obrigatório nos estudos da história e da arquitetura da cidade, constituindo-se, talvez, na maior riqueza do patrimônio mogiano. 

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Confira Como Evitar Problemas e Ter Uma Boa Viagem


Agências de Turismo

As agências de turismo são responsáveis pelos passeios turísticos e excursões, contratação e execução de programas, roteiros e itinerários de viagens, recepção, transferência e assistência ao turista durante todo o período contratado. Apenas agências de turismo cadastradas no Ministério do Turismo estão autorizadas a funcionar, conforme Lei11.771/08, artigo 27.
Contrate apenas agências que constem no: CADASTUR e verifique também se existe queixa ou denúncia contra a empresa junto ao PROCON ou entidades de prestadores de serviços turísticos, como a Associação Brasileira de Agências de Viagem, Associação Brasileira de Indústria de Hotéis, e outras do setor.
Confira junto à agência se serão oferecidas opções de passeio turístico durante a viagem. Caso positivo, verifique se os serviços serão cobrados à parte, ou se estão incluídos no pacote turístico. Assim,você não será pego de surpresa durante a viagem e poderá optar em comprar ou não, o passeio ou serviço.
Peça à agência, com antecedência:
  • 1. Documento de confirmação de reserva do hotel;
  • 2. Nota de débito ou recibo da fatura do hotel;
  • 3. Passagens com assento marcado;
  • 4. Roteiro e programação da viagem.
No caso de transporte interestadual ou internacional, seja frota própria da agência ou terceirizada, tanto a agência de turismo, quanto a transportadora devem ter registros, respectivamente, no site:CADASTUR e na Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT
CANCELAMENTO
Caso a agência de turismo faça o cancelamento do serviço ou do pacote turístico, sem autorização do cliente, o mesmo poderá acionar o órgão de defesa do consumidor, PROCON, de seu Estado, uma vez que se trata de infração do Código de Defesa do Consumidor.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Saiba o que vestir na hora de praticar esportes de aventura

Com que roupa eu vou? Essa frase tão famosa é essencial quando se trata de praticar algum esporte de aventura. A roupa pode fazer diferença fundamental na hora de caminhar, escalar, remar ou praticar qualquer atividade ao ar livre. O que vestir vai depender muito de fatores como a atividade praticada, o local escolhido e a época do ano – além, é claro, da escolha pessoal do praticante.

As roupas podem se tornar uma verdadeira armadilha na hora de praticar uma atividade ao ar livre. Fazer rafting vestindo uma grossa blusa de lã por cima de uma camiseta de algodão é furada: a camiseta vai ficar ensopada de suor e água do rio, enquanto a blusa de lã não protegerá do vento.

O resultado é que a roupa vai ficar pesada e desconfortável, comprometendo o movimento do praticante e tornando a atividade muito mais penosa do que deveria ser. Do mesmo modo, realizar longas caminhadas vestindo uma calça jeans, velejar em baixas temperaturas sem uma capa impermeável ou fazer uma corrida de aventura com uma blusa que não permite a passagem da transpiração do corpo podem complicar – e muito – a vida de quem está praticando essas atividades.

domingo, 9 de setembro de 2012

Mogi para Mogianos - Roteiro Cultural

Hoje alem do Expresso Turístico teve o Mogi para Mogianos com o Roteiro Cultural, onde visitamos as Igrejas do Carmo, Mesquita Islâmica, Museu da Festa do Divino e o Museu dos Expedicionários.


Museu de Arte Sacra das Igrejas do Carmo